Pensando em investir em ações? Confira algumas dicas de Warren Buffett

Por Fernanda de Lima. Publicado originalmente no site InfoMoney.

Com 75 anos de idade e um patrimônio de US$ 43 bilhões, Warren Buffett é, sem dúvida, um investidor da “velha guarda”. Avesso à tecnologia, como ele mesmo afirma, Buffett estima que, desd e 1955, tenha obtido um retorno médio anual de 31% em sua carteira de ações. Para quem não se impressionou com a afirmação, vale lembrar que isso equivale a quase três vezes o resultado obtido pelo índice S&P 500, que no mesmo período foi de 11%.

Não importa se você concorda, ou não, com o estilo do segundo homem mais rico do mundo, atrás apenas de Bill Gates, uma coisa é certa: não dá para ignorar que sua estratégia de investimento foi, ao menos até o momento, muito bem sucedida. Assim, selecionamos algumas das principais dicas de Buffett para quem pensa em investir no mercado de ações.

Ignore o mercado, ele não instrui

Uma das afirmações mais conhecidas de Buffett é de que o investidor não deve considerar o mercado ao tomar suas decisões, mas, ao contrário, deve ignorá-lo. Na prática isso significa que o desempenho do mercado não está tentando lhe dizer alguma coisa, o que diz se você está certo ou errado são os resultados da empresa.

Nesse senti do, Buffett recomenda que, ao aplicar o seu dinheiro o mercado de ações, o investidor opte por empresas com histórico de boa rentabilidade e com uma presença marcante de mercado. Contudo, ele lembra que o correto não é analisar o retorno anual, mas sim o retorno médio ao longo de um período de pelo menos 5 anos.

Aliás, esse é um dos vários pontos em que – para usar a sua própria terminologia, Buffett “come o que faz”, já que é conhecido por tomar decisões de investimento sozinho, sem recorrer à ajuda de consultores ou à análise detalhada de inúmeros relatórios. Em sua opinião, essa é a única forma de se manter “racional” como investidor e, portanto, ganhar dinheiro em um mercado dominado por investidores irracionais.

Buffet completa afirmando que o maior inimigo do investidor racional é o otimismo. Exatamente por isso ele recomenda aos investidores cautela quando o resto do mercado está ganancioso, mas defende que sejam gananciosos, quando o resto do mercado está temeroso.

Não se esqueça do que é uma ação

Por mais que a maioria dos investidores saiba que uma ação nada mais é do que parte de uma empresa, Buffet acredita que, na hora de investir, muitos não pensem da mesma forma. Ele justifica sua percepção afirmando que, ao invés de refletir sobre a escolha das ações, a maioria dos investidores procura entender o momento correto de investir, quando já sabemos que é a escolha das ações corretas que garante 90% do retorno de uma carteira de investimentos.

Assim, Buffett propõe que pensemos no seguinte: e se, por alguma razão qualquer a bolsa de valores ficar fechada por três anos? Se, mesmo sob esse cenário você estiver satisfeito de manter a ação, então provavelmente você está satisfeito com a empresa. O que está em jogo, portanto, não é o prazo durante o qual você irá manter o investimento, essa é uma outra discussão, mas sim se você acredita que no longo prazo esse seria um bom investimento.

Desta forma , nunca se deve investir em empresas que não se conhece. Pois, como ele mesmo afirma: “o maior risco que o investidor enfrenta é o de não saber o que está fazendo”.

Na hora de investir, deixe uma margem

Buffett também afirma que antes de tomar uma decisão de investimento, o investidor precisa entender qual o valor da empresa. Pois, é com base nele, que irá oferecer um preço que lhe assegure um retorno atrativo. Mas, como saber qual é esse preço, se até mesmo os analistas de mercado são unânimes em dizer que é impossível prever exatamente qual será o preço de uma ação em um determinado momento?

Para quem se pergunta então qual o trabalho dos analistas vale lembrar que ao projetar o preço alvo de uma ação, o que eles estão fazendo é indicando uma tendência sob um determinado cenário. Basta que esse cenário não se confirme, e aqui existem várias razões pelas quais isso pode acontecer, para que a previsão se distancie do inicialmente previsto.

Portanto, a melhor forma de se proteger, é deixar algum tipo de margem de manobra, para o caso de algo não acontecer como previsto. Assim, Buffett recomenda que só invista em uma ação se estiver seguro que terá um ganho positivo, mesmo no caso de algo dar errado.

Para quem está começando e ainda está temeroso de tomar esse tipo de decisão, Buffett lembra que basta evitar grandes erros, ou seja, o investidor não precisa fazer coisas extraordinárias para ser bem sucedido.

Endividamento consciente

Buffett também é avesso ao uso indiscriminado de crédito, segundo ele: dinheiro emprestado é a maneira mais comum pela quais pessoas espertas quebram.”

Diante disso, não chega a surpreender que, em seu Manual do Proprietário, ele afirme que só utiliza crédito esporadicamente. Mesmo quando levanta empréstimos, Buffett afirma que os mesmos são estruturados no longo prazo e embutem taxa de juro fixa.

Buffett é claro ao afirmar que isso pode ter lhe custado um retorno e xtra, mas ainda assim prefere perder uma boa oportunidade de investimento a aumentar significativamente o grau de endividamento da sua empresa. Além disso, ele afirma não conseguir trocar uma boa noite de sono, por alguns pontos percentuais a mais de retorno.

Emoções e investimento

Buffett também chama a atenção para o envolvimento das emoções nas decisões de investimento. E, aqui ele faz uma afirmação interessante: a ação não sabe que você a possui.

Na prática isso significa que, mesmo que você tenha sentimentos pela ação de uma determinada empresa, é importante que tenha a consciência de que a recíproca não é verdadeira. Exatamente por isso o investidor não deve ficar emocionalmente envolvido com as suas ações.

Da mesma forma, ele lembra que não é recomendável tomar decisões precipitadas porque o mercado está em baixa. Afinal, trata-se de um investimento de longo prazo, em que o sucesso de um investidor pode ser atribuído à sua capacidade de resist ir à tentação de constantemente comprar e vender. Nesse sentido, ele lembra que só devem investir em ações os investidores que conseguirem ver, mesmo que temporariamente, o valor de seu investimento cair 50% sem ter uma crise de pânico.

9 pensamentos em “Pensando em investir em ações? Confira algumas dicas de Warren Buffett”

  1. Olá. Inacreditável como um Homem pode agregar tanto conhecimento ao ponto de conseguir de certa forma “desvendar” alguns mistérios do mercado de capital.
    Assim como você Buffet também é meu guru.

    Parabéns por trazer de forma resumida e bem explicativa as idéias de Buffet.

    Tenho 22 anos Milionário daqui a 7 anos.
    Investimentos Diversificados.
    Empreendimento – 2 lan Houses
    CDB – Panamericano – Retorno Interessante
    IBOV – 160 Mil em Ações do Indice
    Imóveis – 3 imóveis
    Consórsio – Em Breve

  2. Os investidores da velha-guarda têm muito a ensinar. Buffett é um deles, mas não o único, nem o mais completo. Penso que somente o ainda vivo!

    Se quiserem realmente saber o que é a Bolsa leiam:

    – Reminiscências de um Especulador Financeiro / Edwin Lefèvre [Lesse Livingston]

    – Os Axiomas de Zurique / Max Gunther

    Tenho os dois à disposição.

    Abraço

  3. gostaria de receber seu parecer sobre os libros que leu/
    no aguardo,
    sandra

  4. ooi, tenho 14 anos e desde de q me entendo por gente quero ser rica, desde então venho pesquisando formas de alcançar meu objetivo, o primeiro livro q li foi de Robert Kyiosaki, pai rico pai pobre, ele mudou completamente o meu modo de ver o dinheiro, ainda não consegui ler mais livros dele, mais ja pesquisei quais sao os 10 melhores livros sobre investimentos, entre eles: os segredos da mente milionária, investimentos, investimentos inteligentes, como se tornar um operador e investidor de sucesso, seguindo meus planos poderei ler todos estes no ano q vem em 2011, pesquisei tbm alguns filmes q falam sobre investimentos, e encontrei 10, entre eles estão: cidadão kane, o equilibrista,sucesso a qualquer preço e outros, decidi fazer faculdade de contabilidade, para poder analisar melhor as empresas, e como Buffett diz, é preciso ter ao menos uma base de conhecimento sobre contabilidade, penso q como ainda moro com meus pais, a partir do ano q vem, q vou começar a trabalhar, devo poupar o maximo q puder mos mes, para com 18 anos, ter capital para meu primeiro investimento.
    agradeço por terem escrito este post, desde de q conheci Buffett me interessei por ele, e por todos os investidores de sucesso.

    1. Ketllen,

      Parabéns por iniciar tão cedo neste mundo fascinante dos investimentos e da busca da independência financeira. Coloca na tua lista de livros, se já não os leu, O Homem Mais Rico da Babilônia e Cartas a Um Jovem Investidor, este último, do Gustavo Cerbasi.

      Abraço e sucesso! Lembra de voltar aqui no site e deixar nos comentários como está sendo o teu aprendizado neste assunto.

  5. Ô, Fabrício, tudo bem? Espero que sim. Queria simplesmente te parabenizar, seja pela sua transparência e boa vontade de dividir com o público (leigo ou não), seus aprendizados. Concordo contigo que seja uma forma de reter o que sabemos e aprendermos mais…

    Quanto ao último texto postado, o da Kettlen (mesmo sabendo que quem responde as questões e comentários é você..rs), vou dar meu conselho:

    Com a tua idade, trate (sem pressa ou ansiedade) de juntar um capital em renda fixa que, neste processo, vai te permitir comprar alguns livros, sendo que deve ler sempre, e mantendo a mente aberta, você consegue absorver todos estes mestres como WB (que você sabiamente citou), Donald Trump, R. KIyosaki, Mark Tier, Maurício Hissa (que eu li aconselhado pelo Fabrício). Até os seus 18 anos, provavelmente terá um pouco mais de experiência, já estará apta a aplicar em Renda variável, em ações que pagam bons dividendos e aplicar nelas “assim como uma católico se casa”. “Se não for capaz de manter uma ação por 10 anos (ou poucos anos), não a retenha nem por 10 minutos” e o maior perigo nos investimentos “é não saber o que se está fazendo”. Abraço a todos! Michel.

    1. Oi Michel,

      Fica a vontade para comentar e responder às dúvidas de quem escreve por aqui. Eu normalmente respondo porque não tem muita gente comentando com regularidade, mas toda ajuda e toda boa resposta é sempre muito bem vinda.

      Foi legal rever este post hoje, justamente porque tenho uma novidade para contar. Estou indo para a Califórnia passar os próximos cinco meses. A parte interessante e relacionada com este post é que um amigo que investe na empresa do Warren Buffet me convidou para ir com ele na assembléia anual da empresa, aquela em que o Buffet faz o pronunciamento de como foi o ano, o que fizeram, o que pretendem fazer, como está o mercado… Estou ansioso desde já!!!

      Abraço.

Os comentários estão desativados.