Limão ou milhão?

Quando a conversa é sobre dinheiro, economia e afins, tenho por hábito mencionar os conceitos do livro “Pai Rico, Pai Pobre”. São conceitos fora do senso comum e, portanto, nem sempre bem recebidos. Muitas pessoas não entendem.
Basta eu mencionar a frase “os ricos inventam dinheiro” ou “o dinheiro é uma abstração, você deve enxergá-lo com a mente” que não são poucas as críticas: “Ah, isso não funciona!” ou “para ganhar dinheiro, é preciso ter muito dinheiro!”.

Felizmente, outro dia recebi de um grande amigo uma história de um tal fazendeiro e uma mula. Ganhei o dia, agora sempre conto a história. É um ótimo exemplo de como inventar dinheiro e se sair de uma situação ruim. Aproveito para compartilhar a história com você, leitor deste boletim, e desde já peço que interprete a história apenas como uma fábula:

“Um velho fazendeiro, com sérios problemas financeiros, vendeu uma mula a outro fazendeiro por 100 reais.

Concordaram que a entrega da mula seria no dia seguinte e que o pagamento seria naquele dia mesmo. Entretanto, no dia seguinte, o velho fazendeiro chegou e disse:

– Desculpe-me, mas tenho más noticias: a mula morreu.
– Bom, então devolva-me o dinheiro – disse o comprador.
– Não posso. Já o gastei.
– Tudo bem. Mas, traga-me a mula da mesma forma.
– E o que é que vai fazer com uma mula morta?
– Vou rifá-la!
– Você não pode rifar uma mula morta!
– Claro que posso! Só que não vou dizer a ninguém que ela está morta…

Um mês depois, os dois homens encontram-se e o fazendeiro que vendeu a mula pergunta:

– Então, o que é que aconteceu com a mula morta?
– Rifei-a como lhe tinha dito. Vendi 500 números a 2 reais cada e tive um lucro de 996 reais.
– E ninguém reclamou?
– Só o fulano que ganhou a mula na rifa… Devolvi-lhe 4 reais, o dinheiro que ele havia pago pela rifa em dobro…”.

Moral da história: o fazendeiro transformou uma situação ruim em uma situação lucrativa. É claro que a história não deve ser levada ao “pé da letra”, deve ser interpretada apenas como uma fábula divertida: não recomendo que ninguém venda uma mula morta.

Porém, ainda que uma fábula, é um ótimo exemplo para um dos conceitos do livro “Pai Rico, Pai Pobre”: “inteligência financeira é imaginar diferentes soluções para transformar um limão em um milhão”.

Use a sua criatividade a serviço da solução de problemas financeiros.