Investimento em imóveis usando consórcios.

Hoje uma leitora do Informativo Moeda Corrente me fez uma pergunta relacionada a algo que escrevi ano passado sobre investimento em ações. Ao responde-la, acabei descrevendo em detalhes meu sistema pessoal de investimento em imóveis utilizando consórcios.

Continue lendo para saber todos os detalhes.

Olá Fabrício, tudo bom?

Me lembrei de um texto que vc escreveu no Moeda Corrente, no ano passado, sobre o nível “irrealista” da Bolsa. Se não me engano vc dizia que voltaria a investir quando o Ibovespa estivesse de volta a uns 30 mil pontos. Daí a pergunta: o que vc está achando destas sucessivas quebras do record em pontos? Continua irreal?

Um abraço,
Maria Alice
(Rio de Janeiro. Já conversamos há tempos sobre Pai Rico, Pai Pobre)

…..Minha resposta foi bem mais longa. Escrevi diversos parágrafos falando das diferenças entre investir e especular, que especular pode dar muito lucro mas não é adequado ao meu perfil, que gosto de investimentos simples e automáticos, que funcionem sempre da mesma forma. Mas cortei-os aqui para manter o foco…..

E passamos para meu perfil de investimento. Quero que meu dinheiro cresça a um ritmo bom e constante. Mas não espero que ele duplique de um ano para outro. Em contrapartida, também não corro o risco de que ele diminua. Ganho com a mágica dos juros compostos, então o tempo está a meu favor. E uso estratégias criativas para fazer com que ele cresça mais rápido, porém de forma garantida.

Saindo da teoria e passando para a prática, depois de anos aperfeiçoando minha estratégia, ela atualmente é a seguinte:

1. Meu dinheiro fica aplicado em renda fixa. Tudo que ganho a mais do que o necessário para meus gastos básicos, conforto e pequenos luxos, vai atualmente para fundos de renda fixa. Meus gastos incluem viagens de férias, troca do carro e pequenos confortos como jantar fora, assistir uma peça de teatro, ir ao cinema… Não vivo apertado, mas também não exagero. Vivo bem, com conforto e alguns luxos eventuais.

2. Tenho diversas cartas de consórcio que pago com o dinheiro que está nos fundos de renda fixa. Na verdade, antes de aplicar o dinheiro que sobra no mês, uso ele para pagar esses consórcios. Se o que ganho extra no mês não é suficiente para cobrir todos os pagamentos dos consórcios, aí sim uso parte do que tenho em renda fixa. Atualmente pouco mais da metade das minhas cartas de consórcio são pagas com o dinheiro da renda fixa enquanto as restantes são pagas com o que ganho mensalmente acima do meu custo de vida.

3. Quando uma carta contempla, compro um imóvel já alugado. O aluguel deste imóvel paga a prestação da carta que o comprou. Com isso, o imóvel me custa apenas uma fração do valor real (a parte do consórcio que já estava paga). Compro sala comercial já alugada, pois os valores de aluguel são maiores, proporcionalmente ao valor do imóvel do que apartamentos pequenos. As cartas que tenho atualmente tem uma prestação equivalente a 0,86% do valor do crédito. Como os imóveis que procuro rendem por volta de 0,9% a 1,3% do valor, o aluguel ainda me rende mais dinheiro do que o custo da prestação. Esse tipo de imóvel não é tão fácil de achar, mas também não é tão difícil. O segredo está em conversar com diversos corretores até encontrar um que entenda nossos objetivos.

4. Faço uma nova carta de consórcio com o dinheiro que usava para pagar a que acaba de ser contemplada (que agora é paga pelo aluguel do imóvel que ela me permitiu comprar).

5. Volto ao passo 3.

Pode acontecer de uma sala ficar sem inquilino por um tempo, mas isso é pouco provável, porque procuro comprar salas que já estejam alugadas a um bom tempo. Salas pequenas em bairros que possuem boa procura. Caso isso aconteça, tenho uma pequena reserva em renda fixa para cobrir os custos por um tempo.

Dá para notar pela descrição acima que meu plano é extremamente simples. Chato. Automático. É impossível perder dinheiro.

Daqui a 12 anos terei pelo menos 12 imóveis quitados que me custaram no máximo 50% do valor deles. Se não usasse o consórcio, teria no máximo 6 imóveis. Mas na prática, terei bem mais que isso, porque quando contemplo uma carta e compro um imóvel, volto a fazer uma nova carta. Então acertando o cálculo, ao invés de 6 que teria sem usar os consórcios, em 12 anos terei 18 imóveis. Além disso uso outras estratégias (lance fixo, negócios em sociedade com amigos) para alavancar mais ainda isso tudo.E 12 anos passam rápido. Por exemplo, já fazem 11 anos que me formei. E parece que foi ontem.

Então dadas as explicações acima, pouco me interessa o que acontece com a Bolsa. Tenho um plano mais seguro, mais simples e que rende muito mais, de forma consistente, sem sobresaltos.

Se me perguntam o que fazer para começar, a resposta é “dar o primeiro passo”. Essa é a coisa mais importante que existe. Nada substitui a ação. As pessoas desejam muito, sonham muito, pensam muito, planejam muito, mas ajem pouco. Os passos necessários são:

  1. Conseguir separar pelo menos R$ 300 mensais para investir. (Valor da prestação de um consórcio de 35.000)
  2. Adquirir um consórcio.
  3. Ao contemplar, comprar um imóvel alugado que pague a prestação.
  4. Adquirir um novo consórcio.
  5. Voltar ao passo 3.

Dependendo da sobra mensal, dá para multiplicar a quantidade de cartas e com isso acelerar o processo. Foi o que eu fiz, começando com 4 cartas simultâneas (hoje tenho 12, comecei em 2002 com uma estratégia diferente).

Dá para implementar isso de diferentes formas. Eu só faço com consórcios da Rodobens por diversos motivos já explicados em outros artigos. E como eu explico isso tudo sem cobrar nada, uma gentileza bem vinda de quem quer ganhar dinheiro com isso é adquirir seus consórcios através da minha empresa Megacombo, que é representante dos consórcios Rodobens em Porto Alegre, mas atende em todo o Brasil, com clientes em praticamente todos os estados do país.

Outra vantagem de fazer com a Megacombo é poder contar com a minha assessoria em todas as etapas do processo, além de fazer parte de um grande grupo de investidores em imóveis. No futuro, pretendo organizar encontros em diversas cidades onde as pessoas poderão discutir novas estratégias e conhecer possíveis parceiros para grandes investimentos em grupo.

Tenho ainda duas melhorias a implementar neste plano todo, mas não vou descrevê-las aqui. Vou apenas aguçar a curiosidade dizendo que tendo um capital razoável para começar (uns 100.000 é o suficiente) dá para ganhar ainda mais, de forma bem mais rápida.

Lembre disso: tudo depende da ação.

“Água parada não move moinho.”

A decisão é sua, a informação está aqui.

Um grande abraço e bons investimentos.

Fabricio Stefani Peruzzo.

70 pensamentos em “Investimento em imóveis usando consórcios.”

  1. Olá Fabrício!!!
    Trabalho no Banco do Brasil, na divisão de consórcios (BB Administradora de Consórcios S.A.). O Banco lancará ainda neste ano o consórcio de imóveis e estou a procura de consorciados que têm ou tiveram experiências positivas com o consórcio de imóveis.
    Estamos planejando um treinamento para os funcionários das agências, vinculado à TV interna do Banco, o qual dará uma visão geral do que é o consórcio de imóveis e que mostrará “casos de sucesso”.
    Gostaríamos muito de ter o seu depoimento. Caso aceite, vamos à sua cidade para entrevistá-lo.
    Caso tenha interesse, favor entrar em contato:
    BB Administradora de Consórcios
    tel 61 3310 1816
    meu e-mail pessoal: adriana_stringari@bb.com.br

  2. Gostaria de saber a respeito da burocracia de se conseguir realmente comprar o imóvel após contemplada a carta e as necessidades de comprovação de renda e pagamento, pois como você já disse possui varios imoveis adquiridos em consorcio!!! Como é comprovada a capacidade de pagamento de tantos imóveis ou não é necessario qualquer comprovação?
    Já ouvi muitas pessoas reclamarem de certos consorcio como o do Bradesco, que é mais dificil conseguir utilizar a carta que ser contemplado!!!

  3. Oi Helder,

    No consórcio da Rodobens não existe burocracia na liberação do crédito. Quando comprei meu apartamento novo, usando duas cartas contempladas, só me pediram cópia da identidade, CPF e certidão de casamento.

    Do vendedor, são exigidos mais documentos, como negativas de protestos, negativas do imóvel, etc, mas apenas os documentos necessários para garantir que a tua compra seja segura.

    Não há também necessidade de comprovação de renda, já que o próprio imóvel fica alienado à Rodobens e garante que o consorciado irá pagar as prestações restantes para não correr o risco de perder o apartamento.

    Só uma pequena correção no teu comentário, não possuo ainda vários imóveis adquiridos com consórcio. Possuo um apenas. Mas tenho diversos amigos e clientes que possuem vários. O que possuo em quantidade, isso sim, são cartas de consórcio em andamento. De toda forma, não há limitação no número de imóveis que tu podes comprar usando o consórcio. Cada imóvel garante as cartas a que estão atrelados.

    A reclamação que ouviste de ser difícil utilizar a carta de algumas administradoras de consórcios, principalmente bancos, é que o processo de liberação deles envolve uma série de garantias como comprovação de renda, por exemplo. Esses bancos e administradoras tratam o consórcio como se fosse um financiamento, tornam o processo muito mais burocrático.

    Por esses motivos que só invisto em cartas da Rodobens e só ofereço aos meus clientes essas mesmas cartas onde invisto pessoalmente.

    Fico a disposição para qualquer nova dúvida.

    Abraço,
    Fabricio.

  4. Oi Fabricio, tudo bem

    Estava procurando alguma forma de investimento, e li seu artigo de alavancagem com consorcios, achei muito interessante, mas li em outro lugar e só agora achei seu site, então após ler ja fui investigar um pouco com os corretores daqui de São Paulo, eles falaram que agora o plano de 150 meses é mais interessante, para investimento, alavancagem, e que se eu fizer uma carta menor que 100000 fica dificil de vender,
    eu achei mais interessante o que você disse por exemplo começar com 3 cartas de 35 ao inves de uma de 100, e me interessei pelo que voce disse se ja tiver um capital maior para investir pois o retorno sera maior, gostaria de aprender como pois até tenho um pouco de capital parado, e se não e complicado de eu fazer o consorciao e depois a transferencia com vocês pois estou em uma cidade do interior da grande São Paulo, gostaria de saber o que você acha mais interessante e as opções, pois sei que nesta parte de alavancagem foi você que despertou meu interesse naquele seu antigo artigo
    obrigado desde ja.

    1. Oi André,

      Te mandei email respondendo as perguntas e informando como iniciar o investimento em consórcio comigo. Aguardo teu contato.

  5. Prezado Fabrício,

    recebi de herança um imóvel grande e estou vendo possibilidade de vender esse imóvel para investir em imóveis menores com maior liquidez, gostaria que vc me passasse maiores informações com relação ao investimento em imóveis através de consórcios. Você menciona uma forma de acelerar o processo. Poderia me passar mais informações?

    1. Oi Hugo,

      Legal receber teu comentário e teu telefonema logo depois.

      Fico a disposição para ajudar quando tiver vendido o imóvel. O passo a passo de como investir nos consórcios está disponível na página da Megacombo (http://www.megacombo.com.br).

  6. Boa tarde!! achei muito interessante de como voce investe pela carta de credito,
    porem para ainda conseguir um lucro maior tem que escolher uma cidade em um otimo desenvolvimento e valorizaçao do imovel .
    Eu trabalho hoje como corretor de imoveis em Cabo Frio Rj, mas sou catarinence moro aqui a praticamente 2 anos.
    E na minha opinião para investimento Cabo Frio é uma das melhores cidades.
    a valorizaçao dos imoveis aqui é muito grande, e os investidores tambem.
    ex um imovel que foi comprado a 8 meses atras por 300,000.00 hoje foi vendido a 400,000.00 R$ assim como este tenho diversos outros, teve investidores que compraram na obra mesmo ap e uma semana depois vendeu no valor de 50,000.00 R$ a mais do que pagou.
    Bom gostei da suas ideias de como usar a carta de credito, vou passar aos meu futuros clientes ela.
    obrigado Gabriel

  7. Oi Fabricio, tudo bem

    Estava procurando alguma forma de investimento, e li seu artigo de alavancagem com consorcios, achei muito interessante, mas li em outro lugar e só agora achei seu site, então após ler ja fui investigar um pouco com os corretores daqui de São Paulo, eles falaram que agora o plano de 150 meses é mais interessante, para investimento, alavancagem, e que se eu fizer uma carta menor que 100000 fica dificil de vender,
    eu achei mais interessante o que você disse por exemplo começar com 3 cartas de 35 ao inves de uma de 100, e me interessei pelo que voce disse se ja tiver um capital maior para investir pois o retorno sera maior, gostaria de aprender como pois até tenho um pouco de capital parado, e se não e complicado de eu fazer o consorciao e depois a transferencia com vocês pois estou em uma cidade do interior da grande São Paulo, gostaria de saber o que você acha mais interessante e as opções, pois sei que nesta parte de alavancagem foi você que despertou meu interesse naquele seu antigo artigo
    obrigado desde ja.

    Daniel

    1. Oi Daniel,

      Os vendedores que te atenderam provavelmente estavam mais interessados em vender cartas maiores do que realmente te ajudar. As cartas da Rodobens podem ser usadas em conjunto, ou seja, várias cartas para adquirir um mesmo imóvel. Então normalmente vendemos as cartas em pacotes. Não há nenhuma dificuldade nisso, a não ser no caso de outras administradoras, que não permitem juntar cartas dessa forma. Como só invisto nas cartas da Rodobens, nunca me preocupei com isso.

      Não há complicação nenhuma em fazer teus consórcios comigo. A única diferença é que te envio os contratos pelo correio.

      Para começar, basta seguir as orientações em http://www.megacombo.com.br/como-investir

      Abraço.

  8. Caro Fabricio,

    Bom, voce já fez o seu seguro de vida? Imagino que já deva estar conseguindo pagar com folga esse importante investimento.
    A questão é: A carta de crédito contemplada pode ser usada para aquisição de imóveis apenas, ou permite o uso em reformas, por exemplo, ou ainda, a aquisição de outros bens?
    Parabens pelo site

    Livio

  9. Oi Livio,

    A carta de crédito de imóveis pode ser usada para construção e reforma, além da compra de terrenos e outros imóveis, mas não para aquisição de outros bens.

    Abraço,
    Fabricio.

  10. Olá Fabricio,

    Estou interessada em fazer um conssórcio para construção da minha casa, a minha dúvida é: de que maneira a carta de crédito é liberada após a contemplação? No se valor total, ou por partes conforme as etapas da obra? Para compra de materiais de construção, devo usar lojas credenciadas ou basta aquisição de nota fiscal em qualquer loja? E o pagamento de pedreiros??? Enfim, agradeço se puder me orientar.
    Luciana Mota

    1. Oi Luciana,

      O crédito é liberado em partes, de acordo com o cronograma da obra. Os valores são depositados em tua conta bancária e a obra é vistoriada através de fotografias para garantir que o cronograma esteja evoluindo para a liberação do dinheiro das etapas seguintes. Por exemplo, não será liberado o dinheiro para o acabamento antes de verificar se as paredes estão de pé 🙂

  11. Fala ai Fabrício,
    Sou do Rio de janeiro e conheci o seu site através de um amigo, que leu uma matéria falando de vc e de seus investimentos.
    Eu e mais alguns amigos estamos sempre pesquisando e procurando formas rentáveis de investimentos.
    Gostei dessa forma de investimento que vc menciona, dando as dicas no site. Se realmente ocorre com essa facilidade de vc coloca no seu passo a paaso, realemnte é uma boa forma de ganhar dinheiro.
    Gostaria de saber se vc tem algum material mais detatlhado ou alguma sugestão de livro que fale sobre o assunto, para maior conhecimento desse tipo de investimento.
    Podendo assim ser um possivel investidor, junto até com outros amigos que se interessam pelo assunto.
    Valeu…Absssss

  12. Ola….
    Comprei um consorcio de imovel a 1 ano e meio com a prestação de 50% ate a metado do plano ou ate ser contemplado, o que ocorrer primeiro.
    Agora fui transferido de cidade e com o dinheiro recebido da transferencia gostaria de dar um lance e pegar a carta de credito e adquirir um dos terrenos de meus pais.
    A pregunta: posso usar a carta de crédito do consorcio para adquir um terreno de meu pai?
    Obrigado
    Arlei

    1. Oi Arlei,

      Em princípio, pode usar o consórcio para adquirir um imóvel de quem quiser. Mas cada administradora possui suas particularidades, então é melhor confirmar diretamente com eles.

      Abraço.

  13. Ola Fabricio, tenho um duvida!
    Já tinha pensado em fazer algum investimento do tipo a algum tempo e então dei de cara com este site, minha duvida é:
    Li um dia desses que imóvel financiado não pode ser alugado, já que o banco ou financeira, usa o imovel como garantia de pagamento do financiamento, sendo assim se o “locatario” não pagar o as prestações do financiamento, o banco toma o bem para quitar a divida, deixando o LOCADOR na rua. E com o consorcio, se vc não pagar uma parcela do consorcio, não ha risco de a administradora tomar seu imovel? Esse tipo de locação é legal?
    Gato pela resposta,
    Lucas.

  14. Oi Lucas,

    Um dos melhores investimentos usando o consórcio é justamente comprar um imóvel para alugar, de forma a fazer com que o valor do aluguel seja suficiente para pagar as prestações do consórcio e com isso ter alguém pagando o imóvel para nós.

    Claro que se tu não pagares as prestações do consórcio, ele poderá ser tomado, mas isso não tem nada a ver com quem está alugando o mesmo.

    Para iniciar basta seguir as orientações em http://www.megacombo.com.br/como-investir

  15. Mas onde vou conseguir comprar um imóvel para alugar do valor de 40.ooo reais que tenha aluguel de 350,00 reais para pagar as prestações, sem contar os impostos e talz que tem que pagar…Pelo menos no imóveis residenciais, o valor do aluguel é em torno de 0,5% a 2% do valor do imóvel, pelo que pesquisei, agora quanto a imoveis comerciais não sei.Mas para pagar as prestações do consórcio, o aluguel teria que dar quase 10% do valor.Bom, muita diferença, minha lógica deve estar errado.

  16. É, depois que mandei a msg, já tinha me dado conta do erro kkkkk.
    Na minha cidade, o aluguel está muito fora do padrão, e isso me induziu ao erro.Aki esta complicado ganhar no aluguel, dificilmente chega a 0,5%.

  17. Ola meu querido vc aparaceu em uma ótima hora pra fazer eu perder o medo de consorcio como fazer p tirar mais duvudas sobre o mesmo?

    1. Oi Deivid,

      Já te envio um email. A maneira mais simples é essa. Ou por telefone, tem todos os meus contatos em http://www.megacombo.com.br/contato

      Uma boa idéia também, é ler os sites http://www.investimentoemconsorcio.com.br e http://www.investimentoemimovel.com.br

      Lembrando sempre que para adquirir teus consórcios, o melhor é fazê-lo através da Megacombo, minha empresa, pois assim te acompanharei em todas as etapas do investimento, orientando sobre as melhores formas de lucrar a cada momento.

      Abraço.

  18. Fabricio, por gentileza, gostaria de saber se é possível juntar um grupo de amigos, criar uma empresa para investimento em consórcio? – conforme step-by-step informado acima por vc.

    Em outras palavras, é possível entrar em consórcio como pessoa jurídica nesta modalidade explicada acima? Existem variáveis diferentes para este caso?

    Abraço, Piter Marques.

    1. Oi Piter,

      É possível juntar um grupo de amigos, abrir uma empresa e adquirir os consórcios através da empresa. Funciona da mesma maneira, vocês se organizam como preferirem.

      Tenho grupos de investidores que preferem fazer cada um suas próprias cartas, e ao contemplar, dividem entre sí, proporcional a quantidade de cartas que cada um mantém individualmente. Não há contratos, fora o compromisso pessoal de cada um. Assim, se alguém resolver pular fora, simplesmente sai do grupo e continua com suas cartas pessoais em seu próprio nome, mantendo o consórcio como preferir.

      Se um dos participantes contempla e decide não dividir o lucro com os outros, é uma excelente oportunidade de descobrir que este não é um amigo confiável. Não há forma mais simples de saber quem são as pessoas que podemos chamar de sócios e quem são os aproveitadores de plantão.

      Pode ser feito um contrato entre todos os participantes que defina que se alguém sair do grupo depois de já ter recebido alguma participação nos lucros, tenha que restituir este lucro ao grupo. Fora isso, gosto desta forma por ser muito mais simples e por nos ajudar a fazer negócios somente com quem confiamos.

  19. Prezado Fabricio,
    estou realmente muito interessado em começar a investir em consórcios, minha ideia seria após contemplar a carta, colocar para alugar o imóvel para pagar as parcelas restantes. Só que, como sou meio impaciente, talvez adiante o pagamento de algumas parcelas ou então quitar a dívida total. Então a minha principal dúvida, com base na tabela do teu site, por ex:
    Consórcio de R$40.000,00 em 150x R$ 343,21
    Por hipótese, se eu pagar 100 parcelas, terei pago o total de R$ 34.321,00 (100x 343,21). Se eu quiser quitar a carta a vista, qual seria o meu saldo devedor? Seria R$17160,50 (50 x R$343,21)? Ou tenho algum desconto? Como fica a taxa de administração das parcelas vincendas que pretendo pagar a vista? Pago na integralidade, ou pelo fato de quitar antecipadamente, recebo um desconto ou até não pago nada? * para efeitos didáticos, desconsiderei o reajuste anual dos valores.

    Aguardo ansiosamente tua resposta.
    Abraço,
    Márcio

    1. Oi Marcio,

      A paciência é uma virtude. O consórcio, por não ter juros, não tem nenhum desconto ao adiantar prestações. O lucro está justamente em fazer os outros pagarem o custo para nós, ao contemplar e alugar fazendo o aluguel pagar as prestações restantes. Adiantar os pagamentos com capital próprio, significa deixar de ganhar rendimentos sobre este capital, para ganhar rendimentos do aluguel que não pagará mais prestações. Seria trocar seis por meia dúzia, se não fosse a taxa de administração.

      Por outro lado, se tens o dinheiro para quitar, porque não adquirir o imóvel a vista diretamente?

      Investe em consórcio quem entende o poder da alavancagem, de obter rendimentos sobre valores que tu não tens. Quem acha que para ganhar é preciso ter o valor total, não usa nem se beneficia da alavancagem. E alavancagem é um processo, não é um fim. Só traz lucro se operado ao longo do tempo. Ao tentar resumir este período, pagamos o custo deste resumo com dinheiro.

  20. complementando a pergunta anterior, e no caso de construção de imóvel para posterior venda. É possível comprar o terreno e construir com a mesma carta de crédito? Se eu comprar uma carta de crédito já contemplada (por ex. R$50.000,00 com R$24000 de entrada e 68x R$533), construir e conseguir vender em 6 meses pelo preço de R$60000, como fica o saldo devedor? Tenho que pagar 62×533 = 33042? Ou se for quitar o saldo devedor o valor é outro?

    desde já obrigado,
    Márcio

  21. Fabricio,

    E se as cartas que você tem não forem contempladas pelo menos antes da metade do prazo do consórcio, o que você faz?
    Pode demorar muito a ser contemplado, certo?

    Obrigado,
    Alberto

    1. Oi Alberto,

      A estatística faz com que a maioria das cartas contemplem antes do final. Uso estratégias específicas para garantir isso e minimizar as cartas que eventualmente demorem mais. Mesmo essas poucas que podem acabar demorando mais para contemplar, devido às correções anuais, corrigem efetivamente o investimento, ou seja, não há como perder dinheiro, podemos no máximo empatar em algumas. Já nas que conseguimos contemplar mais cedo, os lucros obtidos com a alavancagem é tão grande, que compensariam diversas cartas que não conseguíssemos isso.

      Enfim, faço isso há mais de oito anos e até agora os resultados são mais do que excelentes.

  22. Ola Fabricio , estou um pouco curioso com esse investimento de imoveis.
    minha pergunta eh : E possivel que apos a minha carta ser contemplada, eu comprar um terreno , avalia-lo com um georeferenciamento e vende-lo, mesmo que seja hipotecada pelo banco. Por mais que seja uma aplicacao de risco , gostaria de saber o que vc acha , e se eh possivel isso acontecer ?

    aguardo o retorno!

    1. O terreno comprado pelo consórcio pode ser vendido de diversas maneiras. Quem compra pode transferir o consórcio e com isso assumir as prestações restantes, te pagando a diferença, pode usar um financiamento e este quitar o consórcio (o que normalmente não vale a pena, pois o consórcio possui as taxas de administração e quitar adiantado não nos isenta delas), ou tu podes quitar diretamente o consórcio logo após a venda e antes da transferência efetiva. Nos dois últimos casos, tu tens o custo administrativo do consórcio que acabará comendo parte do teu lucro. Se sem o consórcio não terias condições de comprar o terreno a vista, isto não é problema, é um custo que te permitirá um lucro que não terias de outra forma.

  23. Obrigado Fabricio , agora como voce eh um expert no assuntos , gostaria de saber a sua opininao para essa minha empreitada, visto que vc adivinhou q eu n tenho condicao financeira para comprar o terreno a vista . risos.

    desde ja obrigado

    1. Oi João Roberto,

      Se tens condições de dar um lance de pelo menos 50%, dá para fazer uma carta em grupo já em andamento, onde os lances costumam ser menores, e tentar contemplar pelo lance livre. Consigo os históricos dos grupos para vermos qual a média dos lances dos últimos meses e com isso calibrar teu lance para aumentar as chances de contemplar.

      Se tens pelo menos 30% do crédito, podemos partir para os lances fixos nas cartas de 120 meses. Assim, participas nesta modalidade, concorrendo com bem menos participantes, apenas os que escolhem este tipo de lance. Depende um pouco da sorte, mas menos do que os sorteios normais.

      Não tendo nada para dar de lance, o negócio é fazer um consórcio e esperar ser sorteado, sabendo que as estatísticas privilegiam as contemplações antes da metade do plano, ou seja, só tendo muito azar para estar nos últimos a ser contemplados, e mesmo assim, há algumas estratégias para aumentar “a sorte”, como por exemplo, fazer mais de uma carta de consórcio.

      Para começar basta seguir o passo a passo em http://www.megacombo.com.br/como-investir

  24. por favo preciso fazer um consórcio de um imóvel com prestação de até 300 reais, pode ser casa ou apartamento de 1 quarto, é só prá mim. Muito obrigada

  25. Prezado Fabríco, bom dia!

    A vantagem de investir e um consórcio de imóvel é só com o objetivo de locação? E para quem quer programar a compra do seu imóvel é uma boa?

    Abraços

    1. Oi Marcio,

      O consórcio é ótimo para programar a compra de um imóvel para morar. São necessários alguns cuidados, há diferentes tipos de plano de consórcio e nem todos são bons para este fim. Existem algumas armadilhas no mercado que fazem alguns planos parecerem bons, quando na verdade são uma verdadeira furada.

      Apenas para um exemplo rápido, os consórcios que oferecem planos de meia parcela até a contemplação ou até metade do plano. Se oferecem meia parcela, arrecadam metade do dinheiro, logo, como dinheiro não se fabrica do ar, entregam apenas metade das contemplações que entregaria um plano de parcela inteira.

      O consórcio certo possui características que privilegiam a contemplação cedo. Com isso em mente, o plano é conseguir contemplar a carta de crédito cedo o suficiente para que o consórcio seja mais lucrativo do que simplesmente poupar o dinheiro investindo na poupança ou renda fixa.

      Posso te ajudar nesta escolha, me escreve contando exatamente o que procuras, quanto tens para pagar mensalmente e quanto tens ou não para eventualmente ofertar de lance, que desenho o plano mais efetivo para alcançar teus objetivos. Meus dados de contato estão em http://www.megacombo.com.br/contato

      Abraço.

  26. Boa tarde.
    Li e fiquei bastante curioso à respeito do investimento em consórcio. Gostaria de solicitar mais informações sobre esta modalidade de investimento. Obs: Sou de curitiba , mas pelo que vc disse a distancia não me inviabiliza de investir com vc.
    Att
    Joelson

  27. Boa Tarde,

    É “LEGAL” alugar imóvel adquirido através de consórcio? E através de financimaneto? Uma vez adquirido imóvel através de consórcio e que tenha usado FGTS para pagar parte do saldo devedor, posso alaugá-lo?

    Grato,

    Aulus Braziolli

    1. Oi Aulus,

      É totalmente legal alugar um imóvel, independente de como tu o tenhas adquirido. Tanto consórcio, quanto financiamento. O uso do FGTS não altera em nada a situação, fora os detalhes específicos referentes a ele, como não poder comprar imóvel comercial, por exemplo.

      Abraço.

  28. Olá Fabrício,

    Estou procurando uma maneira de investir e lucrar com o meu dinheiro. Li a sua matéria, otima por sinal, parabéns. Queria uma ajuda, essa sua “fórmula” só serviria para consórcios de imóveis certo? Por exemplo, se eu quisesse fazer um consórcio de um carro, teria algo a me direcionar?

    Aguardo,

    Diogo.

  29. olá amigo, muito interessante sua forma de investimento.
    gostaria de tirar algumas duvidas.

    1. qual a garantia de ser contemplado nos 3 primeiros anos? tenho medo de começar e so ser contemplado no final, depois de 12 anos.
    2. a quem vc vende sua carta de credito, e quando vende quem continua pagando o consorcio? tem como transferir para o comprador da minha carta?

    por enquanto é isso, fico no aguardo!!
    Abraços!!

    1. Oi Alexandre,

      Não há garantia de contemplação em um prazo específico. O que há são as médias estatísticas de contemplação, que podem ser obtidas ao fazermos mais cartas de menor valor em vez de poucas cartas de valor mais alto. É usar a matemática para obter resultados.

      Quando tu vendes uma carta contemplada, o comprador assume todos os direitos e deveres da mesma. Teu nome sai completamente do negócio, passando tudo ao comprador. Atualmente não vendo mais minhas cartas contempladas. É muito mais lucrativo investi-las, o que faço da maneira como descrevo em http://www.investimentoemimovel.com.br

  30. Ola,
    Gostaria de saber como é o processo depois que a carta e comtemplada quanto tempo tenho para comprar o imovel? existe um tempo limite para resgatar o credito?

    1. Oi Anderson,

      Depois que a carta é contemplada basta escolher o imóvel e enviar os documentos do mesmo (matrícula e IPTU) para a Rodobens verificar as negativas necessárias para o imóvel e vendedor. Não há tempo limite para usar o crédito. Se não usares até o final do plano, recebes o mesmo em dinheiro, devidamente corrigido.

  31. Oi, Fabrício. Achei muito interessante e simples a forma como investe em imóveis. Gostaria de informações bem mais detalhadas a respeito desse tipo de investimento em parceria com a MegaCombro. Poderiamos, se possível, conversar pelo msn ou skype?

  32. Oi, Fabricio!

    Posso comprar um imovel que esteja finaciado com carta de crédito de consórcio? Por exemplo: estou interessada em um apt, mas o dono ainda tem as dividas do financiamento. Posso compra-lo ou ele tem que quitar o financiamento primeiro?

    Obrigada,
    Carol

    1. Oi Carol,

      O consórcio pode ser usado na compra. Tens como fazer o contrato de forma que o consórcio seja usado para quitar o financiamento. Assim, parte do crédito é pago para o banco e o restante para o vendedor.

  33. Ola, Fabricio!

    Enviei uma msg ontem mas acho que não salvou.
    Quero comprar um imovel usando uma carta de consorcio. Só que o dono desse imovel ainda tem o imovel financiado pela CEF. Ele deve quitar o imovel primeiro antes de eu comprar?

    No aguardo. Obrigada.

    Carolina

  34. Blz fera tira uma duvida minha ,eu posso comprar um imovel utilizando 2 consorcios contemplados , vamos supor que as 2 cartas sao de 100 mil e quero comprar uma casa no valor de 200 mil.

  35. Tenho a seguinte pergunta: com uma carta de credito posso comprar um terreno de valor menor que a carta e o restante usar para comprar material de construção para construir neste mesmo terreno??

    Obrigado..

    1. Oi Marcio,

      Com as cartas que trabalho, podes usar a mesma para comprar o terreno e construir, mas há alguns procedimentos a serem observados. Os valores são liberados em etapas, de acordo com o cronograma físico-financeiro da obra. Desta forma, a cada etapa e comprovação, é liberado o dinheiro da próxima fase.

  36. Fabricio,

    Possuo 03 cartas da rodobens para construcao de casa, achei muita burocracia a quantidade de certidoes pedidas, vc sabe me dizer quanto tempo eles demoram para comecar a liberar o dinheiro depois de entregue a documentacao?
    Grata,
    Andrea

    1. Oi Andrea,

      Não deve demorar muito depois de entregue a documentação necessária, mas o tempo depende de várias variáveis, não há como dar uma previsão sem conhecer os detalhes.

  37. Fabrício, estou adquirindo um imóvel e gostaria de saber se posso usar uma carta de crédito de consórcio e financiar o restante (mesmo imóvel)?

  38. Fabrício, Achei muito interessante a explicação acima,e te faço uma pergunta: Com a carta comtemplada de um consórcio de imóveis posso quitar um apartamento que já possuo financiado pela Caixa?

  39. Ola Fabrício, poderia me informar como é o critério de avaliação do imóvel, pela Rodobens ao ser contemplado o consórcio?
    Tenho em torno de 60.000 reais aplicados em renda fixa, vc aconselharia comprar consórcios comtemplados, ou utilizar os rendimentos para ir pagando um ou mais, até que eles sejam contemplados? Já possuo imovel e não pago aluguel.
    Grato ELias

    1. Oi Elias,

      É chamada uma empresa especializada que faz o laudo de avaliação do imóvel.

      Usar os consórcios para comprar imóveis alavancados com dinheiro que originalmente não temos é uma das melhores maneiras de ganhar duas vezes. Comprar uma carta já contemplada é uma boa idéia para quem tem pressa em comprar o próprio imóvel e se livrar do aluguel, justificando um pouco o pagamento de ágio por esta opção ser bem mais barata que um financiamento que se teria como alternativa. Para teu caso, que jé tens imóvel e não pagas aluguel, não há porque pagar mais, fazer consórcios desde o início e aguardar pelas contemplações te trará muito mais resultados.

      Para adquirir um consórcio com a Megacombo e contar com meu acompanhamento e orientação ao longo de todo o investimento, basta seguir o passo a passo descrito em http://www.megacombo.com.br/como-investir

  40. oi, boa tarde. com faço pra fazer consorcios em media de R$ 100.000,00 e usa-los pra quitar imoveis finaciados? pra quitar o financiamento….usando o credito do consorcio, posso usoar pra quitar o financiamento e credito imobiliario???
    quais os requisitos pra construir em lotes de posse? tem como, caso o usucapiao saia e registre em cartorio. ou tem de averbar a obra e regularizar tudo antes?
    e consorcios de carros, so pra carro novo, ou usado tambem…
    qto tempo se demora em media para ser sorteado dando lances de 15% a 20%???
    att.
    gustavo.

    1. Oi Gustavo,

      Para adquirir um consórcio basta seguir o passo a passo descrito em http://www.megacombo.com.br/como-investir

      Podes quitar os financiamentos com o consórcio, mas tem que te-los contemplados. Para contemplar uma carta rapidamente, os lances costumam ser próximos de 50% do valor do crédito.

      Para construção, cada caso é um caso, não há como definir nada sem ver os detalhes antes.

      Os consórcios de veículos podem ser usados para novos ou usados. Nota que para usados, costumam haver limites de compra, não podem ser comprados carros muito antigos.

      Com lances de 15% a 20% não tens chances reais de contemplação. Os lances costumam ser bem maiores que isso.

Os comentários estão desativados.