Escolha 5 metas para este ano

Acabo de assistir um vídeo do Aldo Novak explicando o que são as metas e como realmente alcança-las. São apenas quatro minutinhos, então use bem seu tempo e assista o vídeo a seguir. Só uma pequena ressalva para quem está assistindo o vídeo devido a minha indicação: no início, ele se apresenta dizendo “oi, eu sou Aldo Novak mas você provavelmente já sabe disso”. Por favor não pensem que é muita pretensão dele ou algo deste tipo. Ele se apresenta desta forma porque o vídeo foi enviado originalmente para a lista particular de assinantes dele, ou seja, quem realmente já o conhece há tempos. Sem mais delongas, fiquem com o Aldo.

Gostou do que viu? Então deixa eu sugerir o último livro dele, O Segredo Para Realizar Seus Sonhos. Basta clicar no título ou na imagem da capa e comprar agora mesmo no site do Submarino. O livro desmistifica aquela aura de mágica e mistério que envolve a Lei da Atração e explica de forma clara, com diversos exemplos da vida do autor, que a aplicação da Lei da Atração é algo simples e metódico. Tudo depende da ação que tomamos em direção ao que queremos.

10 pensamentos em “Escolha 5 metas para este ano”

  1. Eu tenho lido o teu blog faz algum tempo e sempre achei bem interessante. Mas este post me motivou a escrever um critica. Eu vejo uma constante não apenas no teu mas em outros textos sobre finanças que sempre remetem à algum ponto meta-físico (invariavelmente ligado a auto-ajuda). E quando li “Lei da Atração” e que o Sr. Aldo é o auto-declarado maior divulgador do “The Secret” eu fiquei decepcionado (para mim ser associado a este filme/livro é fator depreciativo). Primeiro que se meta-física fosse algo com alguma veracidade não seria chamado meta-física e sim física. (Um exemplo de algo estranho que é física e não meta-física é o fato da água expandir em vez de contrair quando sólida, um efeito que ainda não foi explicado pela ciência — não se sabe porque.)

    Será que não seria possível se ater às atitudes concretas sem apelar para o “Gasparzinho” da hora? Porque há sempre esse vício de atrelar a realização de objetivos com algum “Abracadabra” que comprovadamente não contribuem para a obtenção do sucesso. Para quem ainda acredita que poder da mente ou qualquer outro “hocuspocus” funciona deveria ler ou ver algo do Derren Brown ou Richard Dawkins.

    Afinal se poder da mente funcionasse bastaria ficar em casa sentado pedindo fervorosamente os números da mega-sena.

    Mas enfim, esta é a crítica de um cínico desiludido que busca apenas extirpar o concreto do imaginário.

    Abraços,

    Gustavo

  2. Estou visitando este blog do Fabricio, que achei excelente, porque meu sistema de estatísticas do Youtube mostrou que muitas pessoas estão assistindo ao meu vídeo, vindos daqui.

    Por isso, antes de tudo, agradeço.

    Após ler as palavras do Gustavo, sobre “o segredo”, precisei escrever este texto. Concordo com Gustavo em gênero, número e grau, por princípio. Entretanto, pelas críticas citadas por ele, nunca leu meu livro (O Segredo para Realizar Seus Sonhos), nem assistiu nenhuma das minhas palestras.

    É importante esclarecer que não sou “auto-declarado o maior divulgador do The Secret no Brasil”. Sou declarado, isso sim, pela editora Ediouro e pela distribuidora do filme, Dreamland, o “porta-voz oficial”. É bem diferente de ser auto-declarado.

    Também não uso metafísica em nenhum de meus trabalhos. Uso coaching (porque sou coach, um dos primeiros do Brasil).

    Quanto ao debate sobre a “auto-ajuda”, quero lembrar que o dicionário também é auto-ajuda, assim como o Guia Quatro Rodas. Tenho um livro de medicina, aqui, que também é auto-ajuda. Há bons livros sobre qualquer tópico humano, e maus livros. Romances maravilhosos e panfletos de quinta qualidade.

    Seria um prazer receber um e-mail do Gustavo, depois de ler aos meus livros, sobre os pontos tratados no comentário. Também indico meu filme (Você Atrai o que Transmite http://www.VoceAtraiOQueTransmite,com.br), que apesar do título, é totalmente “pé no chão”.

    Eu jamais atrelaria o sucesso de alguém aos “abracadabras” da vida. Tenho uma carreira sólida e um nome comprometido com os fundamentos reais para o sucesso, em qualquer área.

    Mas agradeço o comentário do Gustavo, que me permitiu explicar isso neste blog excelente, do Fabricio!

    Aldo Novak
    Coach e Conferencista

  3. Oi Gustavo,

    Excelente comentário. Então deixa eu discorrer um pouco sobre o que penso em relação ao The Secret…

    O termo “Lei da Atração” é apenas uma metáfora que traduz de modo simplificado uma série de conceitos complexos. Se refere aos resultados gerados por tudo aquilo em que você pensa, sente e traduz em AÇÕES (ou inações), não a algum tipo de “magnetismo”, como implica o imã. Mas a imagem do imã é ótima para explicar a “Lei da Atração”.

    Há pessoas que vêem isso tudo com essa ênfase espiritual que tu citas. Pessoalmente não tenho nada contra isso, se funciona para elas. Mas é muito diferente ver as pessoas para quem isso realmente funciona e as que ficam sentadas no sofá acreditando que isso irá funcionar. Pessoalmente, prefiro uma visão mais pé-no-chão da coisa.

    O Aldo Novak tem uma visão bem mais técnica e comportamental do sistema. A regra é igual, mas as palavras que a explicam fazem toda a diferença. A lei da atração não é pensamento positivo, até porque desejar não é o suficiente.

    Te conhecendo um pouco pela lógica e argumentação do teu comentário, fico tranquilo em te indicar a leitura do livro do Aldo. Não há nada no livro em relação a magia ou pedir, acreditar e receber. Essas três palavras foram uma escolha voltada para um público que tem uma visão muito romântica da existência. Para nós, pessoas práticas, isso parece simples charlatanismo.

    Agora, examina essas três palavras:
    1. Pedir
    2. Acreditar
    3. Receber

    Substitui elas por outras três que podem ser equivalentes:
    1. Pensar
    2. Sentir
    3. Agir

    Pedir é simplesmente pensar em algo. Tudo nasce primeiro em nossa mente. Se tu quiser fazer um tour pela Europa, tem que primeiro pensar no assunto. Se além deste pensamento inicial tu passares a se informar sobre a Europa, sobre os diversos países, sobre os hotéis, sobre as experiências que viverá neste período, tu passa a ter este assunto como uma constante no teu pensamento. Nada de mágico, apenas o fato de que buscamos aquilo que está mais presente no nosso dia a dia. Temos milhões de pensamentos diários, vencem aqueles que estão mais presentes na nossa mente. Esses são os que realizamos.

    Acreditar é o mesmo que sentir. Em português a palavra acreditar tem dois significados diferentes. Um deles é racional, mental e lógico. O outro é emocional. E no sentido da lei da atração, as emoções são fundamentais. Calma, não é nada de mágico que virá a seguir.

    Voltando a viagem para Europa, como acreditar que é possível? Sinta isso. De que forma? Assista filmes que mostrem as ruas de Paris ou as gôndolas em Veneza. Imagina tu e tua namorada ou esposa jogando moedinhas na Fontana di Trevi. Escuta músicas que te remetam aos passeios que farás pelas estradas do interior. Escreve um blog sobre viagens, dando dicas de preparação para a viagem. Olha no Google Earth o trajeto que tu gostaria de fazer. Cria uma trilha sonora e visual que te faça sentir mergulhando no teu sonho de viajar pela Europa e volta a ela com regularidade. Claro, separa filmes e músicas que te tragam boas emoções sobre isso, não sentimentos negativos.

    E finalmente receber. Receber é agir! Sempre. A passividade não combina com o receber. É preciso que você vá até onde o que você pediu será entregue. E aceite, quando chegar.

    Vou tentar ilustrar um pouco o que quero dizer com agir. Vamos imaginar que tu fales apenas português quando decidiu buscar o sonho de conhecer a Europa. Sabe que somente com nossa língua materna será meio complicado fazer esta viagem. Então, ao invés de simplesmente esperar a chance de ir para a Europa, parta para a ação, ou seja, vá até onde o que você quer será entregue. Um primeiro passo pode ser simplesmente se matricular em um curso de inglês.

    Se concentra na solução, não no problema. Não perde tempo pensando que não terás como se comunicar na Europa, busca a solução disso e estarás um passo mais próximo do teu sonho.

    Finalmente, não descarta de cara algo que pode te ajudar imensamente simplesmente porque a abordagem não é a mais adequada ao teu perfil. Entende o que está escrito nas entrelinhas, dá a tua própria interpretação aos termos. Traduz para a tua realidade. Fazendo isso tu te beneficias de vários conhecimentos que podem facilitar a caminhada. Conhecimentos que pareciam mágicos mas que na verdade são extremamente realistas.

    Um exemplo prático pra concluir de verdade. Eu escrevi numa agenda o meu apartamento dos sonhos. Desenhei a disposição e o tamanho das peças. Imaginei o bairro onde gostaria de morar e as facilidades que gostaria de ter. Pensava constantemente sobre como seria acordar de manhã e caminhar pelo corredor até a cozinha, onde frutas estariam dispostas na minha mesa do café da manhã. Imaginava como seriam as reuniões de amigos na minha ampla sala de estar.

    Ao mesmo tempo em que sonhava, sentia a realização do que desejava, estava investindo nos consórcios e estudando como funcionava o mercado imobiliário e as diversas formas de aquisição de imóveis. Estava visitando uma série de apartamentos que poderiam ser aquele dos meus sonhos. Não tinha a menor possibilidade de comprar um apartamento desses, mas visitava para sentir isso mais próximo e conhecer as opções disponíveis.

    Então um certo dia minha esposa e eu encontramos o apartamento dos nossos sonhos. A sala era tão grande que nosso apartamento da época cabia inteiro dentro dela. O valor era adequado, mas muito acima do que poderíamos assumir. Desistimos? Não. Naquele momento eu já vinha agindo há alguns anos. Vinha adquirindo conhecimentos sobre formas criativas de aquisição de imóveis e vinha estudando e investindo em consórcios. Sabia que se uma série de fatores dessem certo, haveria uma possibilidade de eu conseguir comprar o apartamento.

    Não fiquei parado esperando as coisas darem certo. Liguei para amigos, parceiros de negócios e para todos eu falava do que estava precisando, de cartas contempladas com tais características. Eram cartas difíceis de encontrar com as características específicas que eu precisava, mas já tinha feito uma parte que era me preparar para saber o que precisava e continuava fazendo minha parte, agir para que mais gente soubesse o que estava procurando.

    Resumindo, um amigo tinha um amigo que tinha um cliente que tinha uma carta que poderia me ajudar. Outro amigo tinha a outra carta de crédito. Juntei ambas e assim pude adquirir o apartamento que sonhava nas condições que queria, sem me afundar num financiamento por 30 anos.

    Pense. Sinta. Aja. Simples assim. Sem mágicas.

  4. Olá Gustavo e leitores do blog!

    Sou Corretor de Seguros e estou no 5° semestre do curso de Administração de Empresas.
    Isto tem muito haver com planejamento de metas, construir cenário e elaborar planos para alcance de objetivos.
    Esta regra vale pra tudo na vida pessoal e profissional.

    Um abraço a todos.

  5. Pessoal, tive alguns problemas no recebimento dos emails e por conta disto alguns comentários não haviam chegado para minha aprovação, especialmente o do Aldo, que teria me poupado a longa explanação do seu livro ao Gustavo 🙂

    Mas vamos em frente. O negócio é saber onde queremos chegar mas ao mesmo tempo aproveitar ao máximo a caminhada. E sempre é um prazer enorme trocar idéias com pessoas inteligentes e bem articuladas.

    —–

    Claudio Roberto: planejar metas, construir cenários e elaborar planos para alcance de objetivos são tarefas importantíssimas. Mas temos sempre que lembrar da tarefa mais importante de todas, partir para a ação.

    Aproveito teu comentário para lembrar disto porque ontem mesmo, conversando com alguns amigos, me deparei com a situação comum de um deles começar a falar que sim, que agora ele iria separar parte do que ganha para adquirir a casa própria e que sabia há tempo que a única coisa que funcionaria para ele que não tem disciplina para poupar seria um consórcio imobiliário. Claro que aproveitei a deixa e disse: então tá, assina aqui 🙂

    E aconteceu o mesmo que nas outras cinco ou seis vezes em que tivemos essa mesma conversa, ele disse que iria se planejar e começaria ainda este mês, mas não agora. Pode parecer pelo que escrevi acima que sou um daqueles vendedores chatos, que ficam incomodando todo mundo para comprar seus produtos. Nada poderia ser mais longe da realidade. Sou um vendedor que não vende, as pessoas é que compram de mim. Eu apenas oriento para a melhor alternativa para cada situação pessoal, que geralmente envolve não comprar nada.

    Este amigo sempre inicia a conversa com o mesmo papo, que me inveja (inveja boa, de amigo) por eu ter conseguido comprar meu apartamento novo, que sonha com o dia em que terá o dele, etc. E eu, naturalmente repito sempre o mesmo mantra: “lá em 2002 eu fiz um consórcio… contemplei, vendi com lucro… ao invés de torrar o lucro em besteiras, reinvesti em novos consórcios… início de 2008, apartamento novo”.

    Não há o que eu fale que consiga fazer ele entender o básico para isso funcionar. Basta decidir dar o primeiro passo para ir em direção ao destino traçado. E depois, continuar caminhando.

  6. Olá Fabrício,
    Encontrei seu site ao acaso e fiquei entusiasmada com esta discussão!
    Eu e meu namorado estamos pensando em guardar um dinheiro para pensar em casamento e tenho lido muito sobre aplicações, poupança, ações e devo concordar que é difícil conseguirmos guardar dinheiro sem ter a tentação de gastar…
    Meu namorado é simpatizante de consórcios, porém a minha idéia é que pode demorar muito para ser contemplado e nosso dinheiro ficaria “parado” até conseguir ter um retorno real…
    Suas colocações me mostraram um novo horizonte, mas ainda também não dei o primeiro passo..
    O que você aconselha? para alguém que não conseguiu guardar nada até agora?

    1. Oi Ana Paula,

      Só posso te dizer que os consórcios me permitiram adquirir o apartamento onde moro atualmente:
      http://flickr.com/photos/fperuzzo/sets/72157604697733066/

      O consórcio pode ser visto como uma poupança premiada. O dinheiro que todo mês é usado para pagar a prestação é uma aplicação mensal forçada nesta “poupança” que tem o objetivo de fazer teu dinheiro crescer. O tempo que demorar para ser contemplado não tem que ser levado em conta, já que este dinheiro não é para estar disponível, é para te render o melhor retorno possível.

      Tu ainda escreve dizendo que não conseguiu guardar nada até agora. Mais um ponto positivo para o consórcio, que todo mês te manda um boleto lembrando que tem que pagar para ti mesma. O que eu aconselho? Vai lá na página da http://www.megacombo.com.br/ e clica em “Como Investir”. Aguardo teu email seguindo as instruções 🙂

  7. Olá Fabrício!!
    Lindo seu apartamento! parabéns!
    Mostrei seu site para o meu namorado e entramos em um acordo..
    Decidimos começar a guardar R$ 500,00 por mês… metade vamos colocar em uma poupança programada (aquela que desconta automaticamente da sua conta) e metade em dois consórcios de menor valor..
    Assim poderemos fazer uma média e os dois ficam contentes não é!?

    Aldo… já estou pegando meu papel e caneta para traçar nossos objetivos para este ano..

    Obrigada rapazes!!

  8. Que coisa mais divertida ler os meus próprios comentários aqui. É interessante ver o que escrevi há um ano atrás e ver que usei como exemplo uma viagem à Europa, coisa que na época em que escrevi, era algo distante de se tornar realidade.

    Uma coisa que já descobri que funciona para mim é o seguinte: O QUE EU ESCREVO, ACONTECE. Não é mágica, é visualização. O que eu escrevo, fica guardado num pedacinho especial do meu cérebro. Neste cantinho da mente, a idéia fica fermentando, mas mais do que isso, ela começa a lançar pequenos sinais elétricos para outras partes do meu cérebro para que estas se movimentem em direção ao objetivo que escrevi. Então, “magicamente”, nove meses depois, temos o resultado:

    http://www.peruzzo.org/europa/

    Abraço a todos e muito obrigado por compartilhar seu tempo aqui no meu cantinho da internet.

Os comentários estão desativados.