Como ser indispensável

CEGUEIRA GERAL!

Ricardo Jordão Magalhães*

O problema da falta de futuro não é a falta dele, mas a falta de vontade das pessoas em olhar além daquilo que elas conhecem. A oportunidade das nossas vidas está SEMPRE a nossa frente, mas não enxergamos, porque acreditamos que é preciso fazer aquilo que todos fazem, mesmo quando não existe mais espaço para todos fazerem.

Querida (o) amiga(o),

Os melhores empreendimentos do mundo – a Cruz Vermelha encabeça a lista – e os melhores empreendedores do mundo – Bill Gates encabeça a lista -, COMEÇARAM DO ZERO. Sem nada, sem nenhum tostão no bolso, sem nenhuma estrutura corporativa.

Os céticos podem não acreditar, mas não é o dinheiro que atrai as pessoas. As pessoas é que atraem o dinheiro.

Os arrogantes podem não concordar, mas ganhar o prêmio iBest da internet não vale nada, o que interessa é estar bem rankeado no eBit.

Trabalhar na quitanda do Zé Quitandeiro tem muito mais futuro do que mendigar emprego em empresa bonita que faz propaganda na televisão. Ler um livro na biblioteca pública mais próxima da nossa casa ou mesmo gratuitamente na internet, e depois discutir o livro com os amigos próximos e os próximos aos nossos amigos, é muito mais importante do que fazer qualquer faculdade.

Não interessa de onde você vem, nem o que você tem, nem o que você já fez de errado, o que interessa é como você VALORIZA o que você tem hoje.

E o que você tem hoje?

As pessoas que conhecem você. E não simplesmente as pessoas que você diz que conhece.

Se eu perguntar a você, “Você conhece a Maria Eduarda da Empresa XPTO?”, você vai dizer que conhece, mas será que a Maria Eduarda conhece você? Será que ela se lembra de você? Tem certeza?

O que você fez nos últimos três meses que tenha sido feito pensando genuinamente na Maria Eduarda e não em você?

Mesmo todo o dinheiro do mundo no seu bolso, as melhores pessoas na sua empresa – e os melhores computadores e softwares na sua mesa – não substituem a necessidade de você construir relacionamentos com as pessoas a sua volta.

TODOS OS DIAS!

Os peixes que colhemos durante a nossa vida são resultado da rede de relacionamentos que construímos todos os dias.

Não basta manter o Outlook atualizado, você precisa fazer algo pelas pessoas que vá além de distribuir o seu “santinho corporativo”.

Os melhores seres humanos sentem prazer em ajudar as pessoas que os ajudaram nos momentos em que mais precisaram.

Bill Gates e a Cruz Vermelha puderam desenvolver as suas idéias, nos primeiros dias dos seus empreendimentos, porque eles tinham, e têm até hoje, relacionamentos com pessoas que conhecem pessoas que conhecem empresas que precisam deles.

Eles foram indicados.

85% dos negócios do mundo acontecem por indicação.

Entretanto, no Brasil, como tantas outras coisas, o trabalho “por indicação” tem sua imagem distorcida pelo comportamento oportunista, corrupto e egoísta de algumas pessoas.

Entretanto, não se engane por isso; ser “indicado por alguém” é prova de que você realmente ajudou alguém no passado. É prova de que você realmente se importou com alguém, e agora, este alguém está retribuindo a sua ajuda ao indicar você para alguém que também precisa da sua ajuda.

Ao tomar conta de alguém no passado, ao se importar com o ser humano, você se diferenciou das pessoas-commodities, e serviu de exemplo para os outros.

O trabalho “por indicação” é prova de que o “dar para receber” é o princípio do mundo dos negócios, o princípio da vida, o princípio da construção de relacionamento com outras pessoas.

Não interessa se o mundo está se moldando com computadores, sistemas e velocidade. Por trás de tudo isso, existem seis bilhões de pessoas que precisam de pessoas que se interessam por pessoas.

Na sua fantástica jornada de 12 horas de trabalho braçal diário, você PRECISA ENCONTRAR – que seja – trinta minutos por DIA para construir relacionamentos com as pessoas que estão na sua base de dados atualizadíssima do seu Outlook.

Você PRECISA encontrar uma maneira de DOAR trinta minutos do seu dia para “dar para receber”, ou melhor ainda, para “dar” aos outros sem esperar nada em troca.

Porque mesmo nesse caso, não tem jeito, se você fizer as pessoas sentirem que você realmente se interessa pelas suas vidas, pelos seus negócios, e pelo seu futuro, o ser humano vai te ajudar.

O que você pode fazer para se DOAR para os outros? OBSERVE o que as pessoas precisam, ABRA OS SEUS OLHOS para perceber o que elas não conseguem fazer, e faça por elas. Envie a elas boas idéias com freqüência e consistência, indique negócios, indique coisas que as ajudem a se desenvolver como seres humanos, se ofereça para ajudar em algum projeto que não anda pra frente por falta de braços, corações e mentes. Faça palestras, escreva artigos, levante o seu blog, empreste livros, compartilhe suas revistas, suas planilhas, seus documentos. Ajude as pessoas a olhar para o mundo com OTIMISMO. Distribua Entusiasmo.

ABRA OS SEUS OLHOS!!!! O mundo gira através das pessoas.

Portanto, quantas pessoas conhecem você? O que você está fazendo para preservar ou aumentar o número de pessoas que conhecem você?

ABRA OS SEUS OLHOS!!! Não interessa aumentar e aumentar e aumentar qualidade das coisas que você faz, se você diminui e diminui e diminui o tempo que você dedica a pensar em como ajudar outras pessoas a crescer e prosperar.

TRINTA MINUTOS POR DIA!!!! É só isso que eu te peço.

Os próximos TRINTA ANOS dependem disso.

NADA MENOS QUE ISSO INTERESSA.

QUEBRA TUDO! Foi para isso que eu vim! E Você?

* Ricardo Jordão Magalhães é fundador e presidente da BIZREVOLUTION, onde ele ajuda as pessoas e as empresas a descobrir o que elas têm de melhor, quebrar paradigmas e inventar o futuro através de consultoria, treinamento e publicações.

Um pensamento em “Como ser indispensável”

  1. BOM DIA!

    FIQUEI IMPRESSIONADA COM O TEXTO QUE LI. REALMENTE PRECISAMOS PERDER 30 MINUTOS POR DIA PARA GAHARMOS OS PRÓXIMOS 30 ANOS. TALVEZ EU NÃO TENHA SABIDO APROVEITAR OS 30 MINUTOS QUE TENTEI AJUDAR ALGUEM, POIS NUNCA FUI BEM INTERPRETADA E SEMPRE FUI POSTA DE LADO NA HORA DE UMA INDICAÇÃO. ATÉ PARECE QUEQUEM EU TENTEI AJUDAR CULTIVOU UMA CERTA RAIVA DE MIM. E OLHA QUE NÃO FAÇO NADA PENSANDO EM UM RETORO, MAS TALVEZ NÃO TENHA SABIDO TRANSMITIR ESSA AJUDA. HOJE ME SINTO DESCARTADA EM TODOS OS ASPECTOS, TENHO SOMENTE DOIS AMIGOS E ME PERGUNTO: O QUE EU FIZ DURANTE 30 ANOS? PRECISO CORRER E ME DEDICAR AOS MEUS 30 MINUTOS PARA COLHER BONS FRUTOS NOS PRÓXIMOS 30 ANOS. QUE DEUS ME AJUDE!

Os comentários estão desativados.