Acabe com suas dívidas

Garanta sua prosperidade futura

Garanta sua futura prosperidade e guarde pelo menos 10% de tudo o que ganhar, independente das dívidas que tem para saldar. O fato de conseguir economizar ao mesmo tempo em que começa a quitar suas dívidas é de grande ajuda para que você se sinta bem consigo mesmo. Dessa forma, você não fica com aquela sensação de que todos estão ganhando, menos você.

Escreva um plano para saldar suas dívidas

Escreva em uma folha de papel todos os valores que você deve e para quem deve. Use 20% do que ganhar exclusivamente para quitar suas dívidas. Divida esses 20% de forma proporcional entre todos os seus credores. Faça uma pequena tabela listando os credores, os valores devidos para cada um e os valores possíveis de serem pagos mensalmente de acordo com os 20% separados de seu salário para este fim.

Renegocie com seus credores. Mostre a listagem de tudo que está devendo e o plano concreto para quitar esses débitos. Explique que esses valores são tudo o que você pode pagar mensalmente. Mostre que você está decidido a quitar suas dívidas e sair do buraco em que se meteu.

Consolide pagamentos de forma a pagar menos juros. Se você tem dívidas em vários cartões de crédito, converse com seu gerente do banco para conseguir um empréstimo a juros mais baixos para quitar essas dívidas. Faça o empréstimo de forma a ficar com uma prestação que se encaixe nas suas possibilidades. Mostre seu plano de quitação das dívidas. Os gerentes de banco são compreensivos com quem tem a real intenção de resolver seus problemas financeiros.
Viva a vida dentro de suas possibilidades

Use os 70% restantes do seu salário para comprar comida, pagar as contas da casa, comprar as roupas necessárias. Use esta parte também para proporcionar algum lazer para você e sua família. Pode ser um jantar, um filme, uma peça de teatro. Com certeza não vai sobrar para fazer muita coisa, lembre que você está deixando de ser um devedor. O mais importante é: não compre nada que não possa ser comprado com a quantia disponível. Não faça novas dívidas. Viva dentro das possibilidades que esses 70% dos seus ganhos permitirem. Não viva acima dos seus ganhos, pois isso irá lhe afundar cada vez mais.

Se isso significa que você não terá dinheiro para ir ao cinema todo fim de semana, vá apenas uma vez por mês. Se não der para ir a todas as festas, escolha as mais divertidas. Se não puder trocar de carro, fique mais um tempo com o atual. Se não puder nem manter o carro, passe a andar de ônibus. Lembre-se que suas dívidas estão cobertas de juros. Esses juros comem todo o seu dinheiro. A situação toda só pode piorar enquanto você não se livrar das dívidas.

Agora lembre de que no momento em que se livrar das dívidas você já estará acostumado a viver com apenas 70% do seu salário. Que não terá mais os juros dessas dívidas comendo parte do que ganha. Continue o plano de economizar no mínimo 10% de tudo que ganhar e se possível, economize também os 20% que estavam sendo usados para quitar suas dívidas. Quanto mais você conseguir economizar, vivendo dentro de suas possibilidades, sem luxo mas com certo conforto, mais rápido você chegará ao pódio dos vencedores. Mais rápido atingirá sua independência financeira.

Aplique seu dinheiro com segurança

Busque conselhos com quem está acostumado a lidar com o dinheiro. Converse com o gerente de seu banco. Diga a ele que você procura um investimento que proteja seu dinheiro e que lhe traga um rendimento seguro e estável todos os meses.

Não coloque seu dinheiro em “aplicações” que ofereçam sorteios. O dinheiro que paga os prêmios desses sorteios é o seu dinheiro. Somente uns poucos conseguem ter a sorte de ganhar enquanto todos os outros pagam a conta. No final dessas “aplicações”, você acaba com menos dinheiro do que começou.

Não arrisque suas reservas em aplicações que não conheça. Não caia no canto da sereia das aplicações que renderam muito mais do que a aplicação segura indicada pelo banco. Verifique se esse rendimento foi tão bom no mês anterior, no ano anterior e em três anos anteriores. Tome todas as precauções, porque uma vez que seu dinheiro se foi, você já sabe o quanto é difícil de conseguir juntar ele de novo.

Invista seu tempo ativamente e seu dinheiro, passivamente. Use seu tempo para aprender coisas novas. Aprenda coisas que podem lhe trazer uma melhor remuneração. Não perca tempo tentando aprender a “bater o mercado”. Mais de 80% dos especialistas em investimentos não conseguem esta façanha, o que o faz pensar que você conseguiria? Aplique seu dinheiro em fundos indexados pelo mercado, com as menores taxas de administração.

O dinheiro trabalha para o homem prudente que encontra um investimento lucrativo. Note que a palavra-chave na frase anterior é prudente, não só lucrativo. Não acredite naquela dica quente de investimento, fornecida pelo seu vizinho cheio de dívidas. Escute quem sabe como lidar com o dinheiro.

Não peça sugestões de investimentos para aquele seu amigo que anda com o carro do ano financiado. Ele provavelmente não tem dinheiro algum aplicado mesmo e não saberá lhe responder.

Fuja dos ganhos impossíveis. O dinheiro foge de quem o emprega em negócios que não está familiarizado ou que não contam com a aprovação daqueles que sabem poupa-lo. Tome cuidado com os conselhos enganosos de trapaceiros. Eles sabem como seduzir os incautos. Se todas as aplicações que você estudou pagam entre 1% e 5%, é muito pouco provável que aquela oferta que paga 40% seja verdadeira.

Um pensamento em “Acabe com suas dívidas”

  1. Gostaria de poder conversar sobre este assunto quero poder emprestar um valor do qual quitará minhas dívidas e ficar pagando, só este empréstimo no banco pra mim é de grande valia obrigada

Os comentários estão desativados.